Pular para o conteúdo principal

MSP estuda criar revista mensal de graphics

“O mundo é muito grande e não estou sabendo administrar a demanda”, conta Maurício de Sousa. Com mais de 400 personagens, divididos em pelo menos 10 famílias, e 200 artistas trabalhando em seus estúdios, o quadrinista revela ainda estar descobrindo como administrar suas criações em um mercado cada vez mais internacional. Da China, por exemplo, ele diz receber pedidos crescentes de material do Chico Bento, tanto revistas quanto animações.
No entanto, uma das ideias que ele cogita junto com Sidney Gusman daria ainda mais espaço para os artistas independentes nacionais: uma revista mensal, composta por histórias de vários autores. Sem mais informações sobre o projeto, eles continuam abrindo espaço para criadores ainda sem acesso às massas. E também impressionando os seus convidados.
Morando na Itália desde 2011, o artista paraibano Shiko, autor da graphic novel com o Piteco, diz ter percebido interesse sobre a produção brasileira na Europa: “Tenho frequentado algumas feiras por aqui e conversado com alguns editores e existe uma curiosidade sobre o que está sendo feito no Brasil. Mês passado eu vi o Astronauta em destaque em uma loja de quadrinhos em Pisa. Não é fácil conseguir esse espaço, o mercado aqui é muito diversificado e são muitos títulos buscando um pedacinho.”
Um dos dois autores da HQ do Bidu, Eduardo Damasceno expõe o estado de choque em que ficou após receber o convite para produzir o material, um padrão entre os realizadores participantes. “Antes de terminar a ligação com o Sidney eu já estava pensando nos prazos, em como faríamos pra entregar as coisas, se daria tempo. Eu fiquei em silêncio um bom tempo depois do convite, pensando ao mesmo tempo: ‘isso tá acontecendo de verdade’ e ‘eu tô frito’.”
Coautora da continuação do álbum da Turma da Mônica, Lu Cafaggi conta que o choque não foi menor, mesmo participando pela segunda vez. “A gente tinha acabado de sair de uma sessão de autógrafos incrível e estávamos muito cansados e deslumbrados com tudo. Quando veio o convite, eu e meu irmão olhamos um pra cara do outro sem saber como reagir, pensamos que ele estivesse brincando. Acho que só fui me dar conta de que a coisa era séria no dia seguinte.”

Comentários

  1. Espero que isso não vingue. Com um grande volume de HQs assim, a qualidade cairia muito.

    ResponderExcluir
  2. Acho q seria uma pessima ideia. Os autores teriam q produzir tudo em um mes, sem poder estudar o personagem, e consequentemente, sem tempo para criar HQs de qualidade. Os proprios irmaos Cafaggi criaram Laços estudando a turma, colocando na historia varios elementos importantes de sua tragetoria, envolvendo varios leitores, o q seria quase impossivel em um mes!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O Quadrinhada não se responsabiliza pelos comentários aqui publicados. Qualquer informação expressa é de total responsabilidade do autor. Comentários com palavrões serão excluídos.

EM ALTA NA SEMANA

Gibiteca nº13: Turma da Mônica nº 78, e o Parque?

Olá pessoal. Neste domingo (14), daremos continuidade a nossa gibiteca, que nesta postagem falará sobre a revista: Turma da Mônica nº 78, antigo Parque da Mônica.



Porém antes resolvi falar um pouquinho sobre o antigo Parque da Mônica,que funcionou entre os anos de 1993 a 2010, que ficava localizado em São Paulo, no Shopping Eldorado:

"A atração que envolvia os personagens da Turma da Mônica fez tanto sucesso nos anos 90, que acabaram até lançando uma revista em quadrinhos chamada: Revista Parque da Mônica, no qual trazia sempre uma aventura envolvendo a turminha no parque, ou mostrando as novidades entre os brinquedos, peças teatrais, shows."

Em junho de 2013 chegava nas bancas de todo o país a revista Turma da Mônica nº 78, que trazia as seguintes histórias:

Mágicas Do Contra - no qual o personagem Do Contra resolve entrar no ramo da magica, envolvendo os personagens Mônica, Cebolinha e Cascão.

Não consigo dormir - nesta aventura o Anjinho faz de tudo pra conseguir um local p…

Gibiteca nº 4: "A era quinzenal anos 90 da TM" - Parte 1

LUCIANO SILVA DA CRUZ


Olá pessoal. Neste domingo(12) iremos falar sobre os seguintes gibis:


Chico Bento nº 83 - Editora Globo / (Mar-90);



As 100 edições da Mônica na Panini

Desde janeiro de 2007, os gibis da Turma vem sendo publicados pela editora italiana Panini. O contrato vai até 2020, por enquanto. É uma parceria boa, porque se olharmos em qualidade de impressão, a Panini é a melhor das editoras que já publicaram as revistas da TM.  Nesta série do Quadrinhada, abordaremos as 100 edições de cada um dos personagens.

Mônica - A PRIMEIRA EDIÇÃO


Como foi a primeira edição: a revista da Monica de número 1 na Panini foi publicada em janeiro de 2007, com 84 páginas e por R$3,90. Todas as revistas de nº1 tinham o selo "Edição de lançamento", além de um frontispício sobre a mudança de editora. A capa da revista tem Monica e Cebolinha brincando, além do Bidu observando.

A revista traz as seguintes histórias: Lei de Murphy (18 páginas) Na praia (3 páginas) Monicão e o ciumão (9 páginas)Coleções (6 páginas)Tirando fotos (3 páginas)História sem título da Monica (2 páginas)Tudo?! Ou nada?! (4 páginas)Cuidado (3 páginas)História de uma página do PenadinhoAlé…