https://www.google.com/adsense/new/u/0/pub-4945361209107322/home As 100 edições do Cebolinha na Panini ~ Quadrinhada

As 100 edições do Cebolinha na Panini

Desde janeiro de 2007, os gibis da Turma vem sendo publicados pela editora italiana Panini. O contrato vai até 2020, por enquanto. É uma parceria boa, porque se olharmos em qualidade de impressão, a Panini é a melhor das editoras que já publicaram as revistas da TM. 
Imagem retirada da Internet.
Nesta série do Quadrinhada, abordaremos as 100 edições de cada um dos personagens.

CEBOLINHA - A PRIMEIRA EDIÇÃO  




Frontispício anunciando a mudança de editora
Como foi a primeira edição: a revista do Cebolinha de número 1 na Panini foi publicada em janeiro de 2007, com 68 páginas e por R$2,90. Todas as revistas de nº1 tinham o selo "Edição de lançamento", além de um frontispício sobre a mudança de editora. A capa traz Xaveco e Cebolinha numa viagem pelos altos mares. A revista traz as seguintes histórias:


  1. Dois pestes e um só plano infalível (17 páginas)
  2. Tirinha de duas páginas do Cebolinha
  3. Qual é a cor da paz? (9 páginas)
  4. Big Rolo Brasil (12 páginas)
  5. Tirinha de uma página do Cebolinha
  6. Roupa nova (3 páginas)
  7. A vassoura, o formigueiro e a morsa voadora (12 páginas)
Primeira história do Cebolinha na Panini
Nesta edição, Cebolinha tem 5 histórias (Dois pestes e um só plano infalível; Tirinha de duas páginas; Tirinha de uma página; Roupa nova; A vassoura, o formigueiro e a morsa voadora). Rolo tem uma (Big Rolo Brasil) e Astronauta tem uma também (Qual é a cor da paz?).





Histórias memoráveis na Panini

  • CB 01 (jan/07) - Dois pestes e um só plano infalível - a primeira história do Cebolinha na editora Panini.
  • CB 07 (jul/07) - Antonio Alfacinha, o luso miúdo - essa revista marca a estreia do Antonio Alfacinha, um luso.
  • CB 18 (jun/08) - Um apresentador no mundo mágico das histórias em quadrinhos - Otávio Mesquita, apresentador de TV, é o personagem principal dessa HQ.
  • CB 22 (out/08) - Um amigão no aniversário - marca a volta do Garotão, amigo imaginário do Cebolinha.
  • CB 54 (jun/11) - A volta do Dr. Spam - depois de ficar sumido da Turma, ele resolve voltar num gibi do Cebolinha.
  • CB 86 (fev/14) - Cebolinha 500 - revista comemorativa das 500 edições do Cebolinha

CEBOLINHA - A CENTÉSIMA EDIÇÃO 

Muita coisa mudou nos últimos 8 anos nas revistas: em 2007, a partir da terceira edição, os gibis passaram a trazer referência a história de abertura, como acontece até hoje. Em 2011, começaram a incluir traços digitalizados. Em 2013, entraram, pouco a pouco, as letras digitalizadas, assim como a maioria das revistas se tornaram digitalizadas, inclusive os desenhos. Na centésima edição da revista do Cebolinha, a capa fez alusão a história de abertura. Está nas bancas por R$3,90. Por dentro, temos as seguintes histórias:


  1. 100 coisas (25 páginas)
  2. Ossos do ofício (3 páginas)
  3. Tirinha de uma página do Cebolinha
  4. Observando as nuvens (3 páginas)
  5. Jairo, o desenhista (11 páginas)
  6. Na faixa (7 páginas)
  7. Contato (7 páginas)

Das 7 histórias, 5 são do Cebolinha (100 coisas; Tirinha de uma página; Observando as nuvens; Na faixa; Contato), uma do Penadinho (Ossos do ofício) e uma do Bidu (Jairo, o desenhista!).

Dentre as revistas comemorativas, a do Cebolinha é a melhor: poucas histórias digitalizadas e ótimos roteiros, totalmente acima dos padrões atuais que estamos acostumados a ver mês a mês nas bancas.

Há uma esperança de um renovo nas revistas a partir das 101 (isso é assunto para a postagem do Cascão e Magali). Vamos torcer para uma virada na MSP!!

5 Comentarios

  1. Oi Marcos, o Cebolinha é meu personagem preferido da Turma da Mônica. Tenho repensado e renovado meu amor pelos personagens do Maurício de Sousa, inclusive aceitando melhor as modernidades como uma atualização. Voltei a ler e colecionar os gibis da TM/Panini, e acho que a marca de 100 edições é uma coisa boa. Gostei de todas as mensais deste mês. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulo, meu personagem predileto também é o Cebolinha.

      Eu estava reflexivo esses dias e acabei chegando a conclusão de que a tecnologia está aí pra ser usada. Claro, ainda falta aprimoramentos nos desenhos digitais, parece que os personagens ficam meio que sem movimentos, é um copia e cola geral, rsrsrs. Eu voltei com minha coleção esse ano: comprei vários gibis da era Globo na época que eu mais gosto (2000-2006; e os primeiros da Panini). Estou comprando todos os Almanaques, e , a partir das 101, vou comprar todas as mensais.

      Curti mais as mensais da Monica e Cebolinha. Abraços!

      (fique tranquilo quanto ao erro no meu nome, sempre confundem mesmo kkk)

      Excluir
  2. Oi Matheus, desculpe por confundir o nome, saiu "Marcos" errado. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Dessas revistas que você citou, tenho apenas a volta do Dr. SPAM. Porém, tenho outras dele que suponho que você não tem, ou não se lembra que tem. É assim mesmo, a revista que marca um, não marca o outro e vice-versa. Um abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Das revistas que eu citei, só tenho a CB #22. Mas tenho outras que não citei por não achar importantes. Abraços!

      Excluir

O Quadrinhada não se responsabiliza pelos comentários aqui publicados. Qualquer informação expressa é de total responsabilidade do autor. Comentários com palavrões serão excluídos.

Obrigado por seus comentários