Pular para o conteúdo principal

As 100 edições do Cebolinha na Panini

Desde janeiro de 2007, os gibis da Turma vem sendo publicados pela editora italiana Panini. O contrato vai até 2020, por enquanto. É uma parceria boa, porque se olharmos em qualidade de impressão, a Panini é a melhor das editoras que já publicaram as revistas da TM. 
Imagem retirada da Internet.
Nesta série do Quadrinhada, abordaremos as 100 edições de cada um dos personagens.

CEBOLINHA - A PRIMEIRA EDIÇÃO  




Frontispício anunciando a mudança de editora
Como foi a primeira edição: a revista do Cebolinha de número 1 na Panini foi publicada em janeiro de 2007, com 68 páginas e por R$2,90. Todas as revistas de nº1 tinham o selo "Edição de lançamento", além de um frontispício sobre a mudança de editora. A capa traz Xaveco e Cebolinha numa viagem pelos altos mares. A revista traz as seguintes histórias:


  1. Dois pestes e um só plano infalível (17 páginas)
  2. Tirinha de duas páginas do Cebolinha
  3. Qual é a cor da paz? (9 páginas)
  4. Big Rolo Brasil (12 páginas)
  5. Tirinha de uma página do Cebolinha
  6. Roupa nova (3 páginas)
  7. A vassoura, o formigueiro e a morsa voadora (12 páginas)
Primeira história do Cebolinha na Panini
Nesta edição, Cebolinha tem 5 histórias (Dois pestes e um só plano infalível; Tirinha de duas páginas; Tirinha de uma página; Roupa nova; A vassoura, o formigueiro e a morsa voadora). Rolo tem uma (Big Rolo Brasil) e Astronauta tem uma também (Qual é a cor da paz?).





Histórias memoráveis na Panini

  • CB 01 (jan/07) - Dois pestes e um só plano infalível - a primeira história do Cebolinha na editora Panini.
  • CB 07 (jul/07) - Antonio Alfacinha, o luso miúdo - essa revista marca a estreia do Antonio Alfacinha, um luso.
  • CB 18 (jun/08) - Um apresentador no mundo mágico das histórias em quadrinhos - Otávio Mesquita, apresentador de TV, é o personagem principal dessa HQ.
  • CB 22 (out/08) - Um amigão no aniversário - marca a volta do Garotão, amigo imaginário do Cebolinha.
  • CB 54 (jun/11) - A volta do Dr. Spam - depois de ficar sumido da Turma, ele resolve voltar num gibi do Cebolinha.
  • CB 86 (fev/14) - Cebolinha 500 - revista comemorativa das 500 edições do Cebolinha

CEBOLINHA - A CENTÉSIMA EDIÇÃO 

Muita coisa mudou nos últimos 8 anos nas revistas: em 2007, a partir da terceira edição, os gibis passaram a trazer referência a história de abertura, como acontece até hoje. Em 2011, começaram a incluir traços digitalizados. Em 2013, entraram, pouco a pouco, as letras digitalizadas, assim como a maioria das revistas se tornaram digitalizadas, inclusive os desenhos. Na centésima edição da revista do Cebolinha, a capa fez alusão a história de abertura. Está nas bancas por R$3,90. Por dentro, temos as seguintes histórias:


  1. 100 coisas (25 páginas)
  2. Ossos do ofício (3 páginas)
  3. Tirinha de uma página do Cebolinha
  4. Observando as nuvens (3 páginas)
  5. Jairo, o desenhista (11 páginas)
  6. Na faixa (7 páginas)
  7. Contato (7 páginas)

Das 7 histórias, 5 são do Cebolinha (100 coisas; Tirinha de uma página; Observando as nuvens; Na faixa; Contato), uma do Penadinho (Ossos do ofício) e uma do Bidu (Jairo, o desenhista!).

Dentre as revistas comemorativas, a do Cebolinha é a melhor: poucas histórias digitalizadas e ótimos roteiros, totalmente acima dos padrões atuais que estamos acostumados a ver mês a mês nas bancas.

Há uma esperança de um renovo nas revistas a partir das 101 (isso é assunto para a postagem do Cascão e Magali). Vamos torcer para uma virada na MSP!!

Comentários

  1. Oi Marcos, o Cebolinha é meu personagem preferido da Turma da Mônica. Tenho repensado e renovado meu amor pelos personagens do Maurício de Sousa, inclusive aceitando melhor as modernidades como uma atualização. Voltei a ler e colecionar os gibis da TM/Panini, e acho que a marca de 100 edições é uma coisa boa. Gostei de todas as mensais deste mês. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulo, meu personagem predileto também é o Cebolinha.

      Eu estava reflexivo esses dias e acabei chegando a conclusão de que a tecnologia está aí pra ser usada. Claro, ainda falta aprimoramentos nos desenhos digitais, parece que os personagens ficam meio que sem movimentos, é um copia e cola geral, rsrsrs. Eu voltei com minha coleção esse ano: comprei vários gibis da era Globo na época que eu mais gosto (2000-2006; e os primeiros da Panini). Estou comprando todos os Almanaques, e , a partir das 101, vou comprar todas as mensais.

      Curti mais as mensais da Monica e Cebolinha. Abraços!

      (fique tranquilo quanto ao erro no meu nome, sempre confundem mesmo kkk)

      Excluir
  2. Oi Matheus, desculpe por confundir o nome, saiu "Marcos" errado. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Dessas revistas que você citou, tenho apenas a volta do Dr. SPAM. Porém, tenho outras dele que suponho que você não tem, ou não se lembra que tem. É assim mesmo, a revista que marca um, não marca o outro e vice-versa. Um abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Das revistas que eu citei, só tenho a CB #22. Mas tenho outras que não citei por não achar importantes. Abraços!

      Excluir

Postar um comentário

O Quadrinhada não se responsabiliza pelos comentários aqui publicados. Qualquer informação expressa é de total responsabilidade do autor. Comentários com palavrões serão excluídos.

EM ALTA NA SEMANA

Gibiteca nº17: Cebolinha nº 79 é o Escolhido...

Olá pessoal. Neste domingo (28), continuaremos com a nossa caminhada através da nossa gibiteca, que nesta postagem falara sobre a Revista Cebolinha nº 79, que está atualmente nas bancas, custando R$ 3,50.


A revista é composta pelas seguintes aventuras:

O escolhido - onde o Cebolinha encontra um anel que tem como poder, um desejo muito estranho, o que deve ser?

Torcicolo - Titi fica com dor no pescoço depois de olhar rápido para uma, porém ele não vai ser o único a se machucar no final, quem será que vai se machucar também?

A porta - Cebolinha e sua imaginação novamente impedida pela Mônica e suas travessuras.

Mônica e o boi e seu vestido vermelho (história de uma página) - Gostei da cara do Boi nos três quadrinhos.

A pedra que não estava lá - onde Bidu e o Zé Esquecido tentam descobrir como a Dona Pedra sumiu da história.

Irmão - história muito boa, pois meu mostra a turma como irmãos e não apenas como amigos.

Perto da natureza - onde o Papa Capim mostra porque devemos cuidar da natureza.

O…

Gibiteca nº13: Turma da Mônica nº 78, e o Parque?

Olá pessoal. Neste domingo (14), daremos continuidade a nossa gibiteca, que nesta postagem falará sobre a revista: Turma da Mônica nº 78, antigo Parque da Mônica.



Porém antes resolvi falar um pouquinho sobre o antigo Parque da Mônica,que funcionou entre os anos de 1993 a 2010, que ficava localizado em São Paulo, no Shopping Eldorado:

"A atração que envolvia os personagens da Turma da Mônica fez tanto sucesso nos anos 90, que acabaram até lançando uma revista em quadrinhos chamada: Revista Parque da Mônica, no qual trazia sempre uma aventura envolvendo a turminha no parque, ou mostrando as novidades entre os brinquedos, peças teatrais, shows."

Em junho de 2013 chegava nas bancas de todo o país a revista Turma da Mônica nº 78, que trazia as seguintes histórias:

Mágicas Do Contra - no qual o personagem Do Contra resolve entrar no ramo da magica, envolvendo os personagens Mônica, Cebolinha e Cascão.

Não consigo dormir - nesta aventura o Anjinho faz de tudo pra conseguir um local p…

As 100 edições da Magali na Panini

Desde janeiro de 2007, os gibis da Turma vem sendo publicados pela editora italiana Panini. O contrato vai até 2020, por enquanto. É uma parceria boa, porque se olharmos em qualidade de impressão, a Panini é a melhor das editoras que já publicaram as revistas da TM.  Nesta série do Quadrinhada, abordaremos as 100 edições de cada um dos personagens.

MAGALI - A PRIMEIRA EDIÇÃO



Como foi a primeira edição: a revista da Magali de número 1 na Panini foi publicada em janeiro de 2007, com 68 páginas e por R$2,90. Todas as revistas de nº1 tinham o selo "Edição de lançamento", além de um frontispício sobre a mudança de editora. A capa tem Magali falando ao telefone e Mingau dormindo ouvindo música. A revista contém as seguintes histórias:


Toda prova de amor (11 páginas)O sinal (2 páginas)Tina (4 páginas)História de uma página da MagaliUm olhar diz tudo (4 páginas)Um jeitinho novo de pedir (5 páginas)Ajuda certa (2 páginas)O mistério dos irmãos gêmeos do Dudu (27 páginas)
Nesta revista, …