Pular para o conteúdo principal

As 100 edições do Cascão na Panini

Desde janeiro de 2007, os gibis da Turma vem sendo publicados pela editora italiana Panini. O contrato vai até 2020, por enquanto. É uma parceria boa, porque se olharmos em qualidade de impressão, a Panini é a melhor das editoras que já publicaram as revistas da TM. 
Imagem retirada da Internet.
Nesta série do Quadrinhada, abordaremos as 100 edições de cada um dos personagens.

CASCÃO - A PRIMEIRA EDIÇÃO



Frontispício anunciando a mudança de editora
Como foi a primeira edição: a revista do Cascão de número 1 na Panini foi publicada em janeiro de 2007, com 68 páginas e por R$2,90. Todas as revistas de nº1 tinham o selo "Edição de lançamento", além de um frontispício sobre a mudança de editora. A capa tem Cascão montado em cima do seu porquinho, o Chovinista. A revista contém as seguintes histórias:


  1. A grama do vizinho (18 páginas)
  2. Médico canino (7 páginas)
  3. Pega o livro com o papai (7 páginas)
  4. Uau! É a Dona Morte com um novo visual! (12 páginas)
  5. Tirinha de duas páginas da Turma
  6. Porcus, o leitão mais brabo da rua (10 páginas)

São 6 histórias, sendo duas do Cascão (A grama do vizinho; Pega o livro com o papai), uma da Turma (tirinha de duas páginas), uma da Dona Morte (Uau! É a Dona Morte com um novo visual!), uma do Bidu (Médico canino) e uma do Chovinista (Porcus, o leitão mais brabo da rua).

Histórias memoráveis na Panini
  • CC 01 (jan/01) - A grama do vizinho - primeira história do Cascão na Panini
  • CC 08 (ago/07) - É muita sujeira! - estreia das personagens La e Lu, sobrinhas de Clotilde e Cremilda
CASCÃO - A CENTÉSIMA EDIÇÃO

Muita coisa mudou nos últimos 8 anos nas revistas: em 2007, a partir da terceira edição, os gibis passaram a trazer referência a história de abertura, como acontece até hoje. Em 2011, começaram a incluir traços digitalizados. Em 2013, entraram, pouco a pouco, as letras digitalizadas, assim como a maioria das revistas se tornaram digitalizadas, inclusive os desenhos. Na centésima edição da revista do Cascão, a capa fez alusão a história de abertura. Está nas bancas por R$3,90. Por dentro, temos as seguintes histórias:

  1. O nº100 e a infalível S.U.J.O.C.A (23 páginas)
  2. Presente de grego (7 páginas)
  3. Eco (1 página)
  4. Frank, o cabeleireiro (8 páginas)
  5. Caixa na cabeça (6 páginas)
  6. Oásis (1 página)
  7. Os perigos de um dia de faxina (11 páginas)


Dentre as 7 histórias presentes na revista, cinco são do Cascão (O nº 100 e a infalível S.U.J.O.C.A.; Presente de grego; Caixa na cabeça; Oásis; Os perigos de um dia de faxina), uma da Turma do Penadinho (Frank, o cabeleireiro) e uma do Bidu (Eco).


Das nº 100, a do Cascão foi totalmente digital, inclusive a história de abertura. Mas não deixa de ser uma boa leitura.

Comentários

  1. Cascão tem algumas histórias bem bacanas.
    Achei que tivesse lhe marcado "A Torre da Discórdia", "A arca do Cascão" e aquela do anel de brinquedo onde ele contracena com a Xabéu em uma mercearia. Acho que o nome dela talvez seja "O anel da discórdia".

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabiano, dessas que vc citou só li O anel da discórdia, mas essa parte de histórias memoráveis é mais para estreias de personagens.

      Excluir
  2. As gêmeas Clotilde e Cremilda tem uma sobrinha linda. Ela apareceu em Cascão 49, da Editora Abril. Ainda este ano sairá na Coleção Histórica. O Cascão ficou apaixonado por ela. Fique ligado na Coleção Histórica 49, HQ de abertura do Cascão.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Bem legal essa capa do Cascão número um. E no Cascão número cem pelo que estou vendo não aparece à barba do Capitão Feio na primeira página, o que deixou ele um pouco diferente. Ele aparece assim na história toda ou só na primeira página?
    Abçs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafael, é bem legal as capas, tanto da 1 como da 100.

      Sobre o Cap. Feio, a partir da segunda página, ele começou a ter uns 'fiapos', mas em nenhum momento aquela barba tradicional.

      abraços.

      Excluir

Postar um comentário

O Quadrinhada não se responsabiliza pelos comentários aqui publicados. Qualquer informação expressa é de total responsabilidade do autor. Comentários com palavrões serão excluídos.

EM ALTA NA SEMANA

Gibiteca nº13: Turma da Mônica nº 78, e o Parque?

Olá pessoal. Neste domingo (14), daremos continuidade a nossa gibiteca, que nesta postagem falará sobre a revista: Turma da Mônica nº 78, antigo Parque da Mônica.



Porém antes resolvi falar um pouquinho sobre o antigo Parque da Mônica,que funcionou entre os anos de 1993 a 2010, que ficava localizado em São Paulo, no Shopping Eldorado:

"A atração que envolvia os personagens da Turma da Mônica fez tanto sucesso nos anos 90, que acabaram até lançando uma revista em quadrinhos chamada: Revista Parque da Mônica, no qual trazia sempre uma aventura envolvendo a turminha no parque, ou mostrando as novidades entre os brinquedos, peças teatrais, shows."

Em junho de 2013 chegava nas bancas de todo o país a revista Turma da Mônica nº 78, que trazia as seguintes histórias:

Mágicas Do Contra - no qual o personagem Do Contra resolve entrar no ramo da magica, envolvendo os personagens Mônica, Cebolinha e Cascão.

Não consigo dormir - nesta aventura o Anjinho faz de tudo pra conseguir um local p…

Gibiteca nº 4: "A era quinzenal anos 90 da TM" - Parte 1

LUCIANO SILVA DA CRUZ


Olá pessoal. Neste domingo(12) iremos falar sobre os seguintes gibis:


Chico Bento nº 83 - Editora Globo / (Mar-90);



Os 10 anos do Doutor Spam (e Professor Spada)

Há exatos 10 anos, circulava, pelas bancas do Brasil, a revista Mônica #233, ainda na Editora Globo. Nela, ocorreu a estreia do Professor Spada, um professor de informática que tinha um alter-ego: quando ficava muito nervoso, ele se transformava no Doutor Spam, um vilão que sonha em dominar o mundo por meio da informática.

Em sua HQ de estreia (A incrível história do Professor Spada e do Doutor Spam,que já foi republicada em Almanaque da Mônica #29, Panini), o professor é chamado para instalar um computador no quarto de Mônica. Por engano, ela joga o coelhinho no Cebolinha, que acaba acertando o Professor, fazendo com que ele levasse um choque e se transformasse no Doutor Spam, prendendo a turma em sistemas de computador. Só são salvos graças à Bloguinho, que, por meio de um programa anti-spam, faz o vilão voltar a ser o pacato professor de informática.

Professor Spada e seu alter-ego continuam aparecendo nas HQs atuais da TM. Sua última aparição foi em Turma da Mônica #4, publicada …